“Está falante e ativo”. Esta é a impressão do pai do bebê de 1 ano e 8 meses, sobrevivente da chacina em creche de Saudades, ocorrida na última terça-feira (04) . O menino segue internado no Hospital da Criança, em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina. Diego Hübler acompanha a recuperação do filho ao lado da esposa e está otimista para a alta hospitalar em breve.


O bebê foi uma das vítimas da chacina cometida por um jovem de 18 anos. Ele foi socorrido rapidamente e sobreviveu depois do ataque. O menino frequentava a creche Pró-Infância Aquarela desde os 4 meses de idade e levou no mínimo seis ferimentos na região do rosto, na barriga e no ombro.


“Aparentemente ele está bem, mas temos que esperar mais uns dias para tirar o dreno. Ele teve o pulmão perfurado, mas já está melhor. Está falando e ativo, por isso a recuperação dele está em andamento. Agora vamos ver o que o médico vai analisar para ter uma previsão de alta”, conta o pai.


De acordo com o boletim médico divulgado nesta sexta-feira (7) pelo HRO (Hospital Regional do Oeste), o menino segue em recuperação e sem intercorrências.


A criança, segundo o pai, sempre foi bem cuidada na creche. No dia da chacina, Diego estava trabalhando e ligaram para contar o que havia acontecido.


“Fui na creche, procurei ele e não achei. A primeira coisa era tentar achar o meu filho com vida. Depois fui ao hospital e vi ele cheio de sangue fazendo os pontos. Depois levaram ele para Chapecó”, conta Diego sobre as cenas marcantes quando encontrou o filho depois do atentado.


O menino, após receber os primeiros atendimentos no hospital de Saudades, foi transferido rapidamente para o hospital de Chapecó com o helicóptero do Saer. Ele passou por cirurgia e ficou na UTI pediátrica do HRO. Depois foi transferido para o Hospital da Criança.


Sua empresa em destaque, Informações só clicar aqui


Notícias em um Click: Só Clicar aqui


Nosso Instragam: Clique Aqui